Vice-presidente da Venezuela deixa o governo Chávez

O vice-presidente da Venezuela, Ramón Carrizález, que também ocupava o cargo de ministro da Defesa, renunciou nesta segunda-feira por motivos pessoais, segundo afirmou em comunicado. Carrizález também renunciou ao cargo de ministro da Defesa.

AE, Agencia Estado

25 de janeiro de 2010 | 20h37

"Minha renúncia não é o resultado de nenhuma discrepância com as decisões do governo e qualquer outra versão sobre as razões para minha saída são falsas e maliciosas", disse Carrizález em comunicado. Uma possível renúncia de Carrizález, devido a supostas diferenças com o presidente Hugo Chávez, tem sido sugerida pela imprensa local desde sábado.

A esposa de Carrizález, Yuburi Ortega, também renunciou ao cargo de ministra do Meio Ambiente.

No domingo, Chávez ordenou a suspensão do sinal de seis canais da televisão a cabo, incluído o sinal da Rádio Caracas Televisão (RCTV), por não transmitirem seus discursos.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.