Vice-presidente do Conselho de Transição renuncia ao cargo depois de protestos

O vice-presidente do Conselho Nacional de Transição da Líbia, Abdel Hafiz Ghoga, renunciou ao cargo ontem, após uma série de protestos populares contra o grupo que controla o país desde a queda do ditador Muamar Kadafi. Ghoga justificou a saída dizendo que era o melhor para o país. "Infelizmente, não houve consenso para manter os interesses dentro da autoridade nacional. A atmosfera de ódio prevaleceu", declarou. Ainda ontem, o CNT anunciou a suspensão de diversos integrantes de sua cúpula em Benghazi, cidade onde começaram os protestos. A população reclama de corrupção e acusa o órgão de ser lento demais nos processos para uma transição democrática no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.