Vice-primeiro-ministro sérvio renuncia por decisão da UE

O vice-primeiro-ministro da Sérvia, Miroljub Labus, renunciou nesta quarta-feira depois que a União Européia (UE) suspendeu as negociações de associação com o país por não ter extraditado Ratko Mladic, o ex-líder militar servo-bósnio e um dos criminosos de guerra mais procurados."A UE tomou esta decisão porque nosso governo não garantiu as condições políticas para a continuação das negociações, contrariamente a nossa promessa explícita", explicou Labus na carta de renúncia que entregou ao primeiro-ministro, Vojislav Kostunica."Com isso, um dos interesses mais importantes do país e dos cidadãos da Sérvia foi frustrado", acrescentou Labus no documento que depois apresentou aos jornalistas em entrevista coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.