Vídeo ameaça com novos atentados na Espanha

Uma fita de vídeo que ameaça com mais ataques terroristas contra a Espanha está especialmente dirigida ao novo governo, socialista, por sua decisão de enviar mais soldados para o Afeganistão, disse nesta terça-feira o ministério do Interior. Ao mesmo tempo, a polícia deteve outros três suspeitos de envolvimento nos atentados ferroviários de 11 de março em Madri, disseram as autoridades. Chega a 24 o número de detidos no caso.A fita de vídeo foi encontrada entre os escombros do apartamento em que se suicidaram, em 3 de abril, sete suspeitos de participação nos atentados, quando a polícia se preparava para invadir a residência. Gravada em língua árabe, a fita foi bastante danificada pela explosão e duas frases que a polícia considerou inteligíveis foram traduzidas e divulgadas pelo ministério. A voz masculina da fita, que disse falar em nome das Brigadas Al-Mufti e Ansar al-Qaeda, dirigiu-se ao chefe do futuro governo socialista, Luis Rodríguez Zapatero, que assumirá o cargo na sexta-feira.Criticando o novo governante por ter permitido o envio de mais soldados para o Afeganistão, a voz ameaça: "Nós os trataremos brutalmente e os mataremos. Traremos a guerra para dentro de suas casas e vocês não poderão dormir à noite".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.