Vídeo de massacre em mina contraria polícia

Um vídeo do massacre praticado pela polícia da África do Sul em uma greve na mina de platina da Lonmin, de Marikana, em agosto, mostra um policial pedindo a seus colegas que não atirassem - antes de os agentes abrirem fogo contra os trabalhadores. A chacina deixou 34 mineiros mortos. Gravado em um celular, o vídeo revelado ontem reforça a versão de que a ação não ocorreu em legítima defesa, como alega a polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.