Vídeo mostra decapitação de refém americano no Iraque

Vídeo divulgado pela internet mostra a decapitação de um homem identificado como o empreiteiro americano Eugene Armstrong. O assassinato teria sido cometido pessoalmente pelo líder terrorista jordaniano Abu Musab al-Zarqawi. A autenticidade da gravação de nove minutos não pôde ser verificada, mas a voz do terrorista que lê uma declaração antes de matar a vítima - de olhos vendados e chorando - soa como a de outras gravações atribuídas a al-Zarqawi.Durante a leitura da declaração, o militante disse que o grupo Monoteísmo e Guerra Santa estava se vingando pelas mulheres aprisionadas no Iraque e referiu-se ao presidente dos estados Unidos, George W. Bush, como "cão". "Você, irmã, alegre-se. Os soldados de Deus estão chegando para tirá-la de seus grilhões e restaurar sua pureza, devolvendo-a à sua mãe e seu pai", diz a mensagem.Em um vídeo anterior atribuído ao mesmo grupo, os terroristas haviam ameaçado decapitar Armstrong, outro americano, Jack Hensley, e o britânico Kenneth Bigley hoje, a menos que as mulheres iraquianas detidas em duas prisões controladas pelos Estados Unidos fossem soltas."O destino do primeiro infiel foi ter a cabeça cortada diante seus olhos e ouvidos. Vocês têm uma oportunidade de 24 horas. Atendam à nossa exigência e libertem todas as mulheres muçulmanas, do contrário a cabeça do outro seguirá a deste", ameaçou o terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.