Vídeo mostra jornalista feito refém na Síria

O jornalista norte-americano que está sumido na Síria desde agosto apareceu em um vídeo postado no YouTube. Na filmagem ele está vendado e dizendo "Oh, Jesus" com voz assustada, cercado por homens armados.

AE, Agência Estado

02 de outubro de 2012 | 13h29

O vídeo, que foi descoberto na segunda-feira, é o primeiro sinal do repórter freelance Austin Tice, de 37 anos, desde seu desaparecimento. Ele estava cobrindo a guerra civil na Síria para o Washington Post, o McClatchy Newspapers e outros meios de comunicação. A família de Tice confirmou que é ele quem aparece nas imagens.

O jornalista foi filmado enquanto tentava recitar a declaração muçulmana de fé, mas então começa a falar inglês e diz "oh Jesus, oh Jesus". A Associated Press não pôde confirmar a autenticidade do vídeo. Apesar de aparecerem captores vestidos como extremistas islâmicos e gritando "Deus é grande", o clipe é diferente dos costumeiros vídeos jihadistas.

As discrepâncias levantam preocupações de que as imagens tenham sido encenadas para parecer que Tice é refém de terroristas. Relatos anteriores davam conta de que o jornalista estava em poder das forças do regime do presidente Bashar Assad. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriajornalistavídeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.