Vídeo mostra manifestante ser baleado no Egito

Imagens divulgadas pela internet mostram protestos em diferentes cidades do país.

BBC Brasil, BBC

28 de janeiro de 2011 | 08h39

Nas ruas de cidades como Cairo, Suez e Ismaília, os manifestantes desafiaram na quinta-feira a proibição do governo contra a realização de novos protestos e foram reprimidos pela polícia.

Imagens divulgadas pela internet mostram os protestos nas ruas da cidade de Suez. A internet tem sido o principal meio de organização dos atos.

Outro vídeo revela o momento em que um homem é baleado na península do Sinai. Seus companheiros tentam ajudá-lo, mas sem sucesso. Ele morreu logo depois, elevando para sete o número de mortos ao longo de três dias de protesto. Estima-se que cerca de mil pessoas tenham sido detidas.

Nesta sexta-feira, serviços de internet e telefonia pareciam estar parcialmente inativos no Egito. O governo nega qualquer interrupção destes serviços.

Os protestos no Egito começaram na terça-feira e foram inspirados no levante popular na Tunísia que, há duas semanas, derrubou o presidente, no poder havia 23 anos.

O político oposicionista Mohamed ElBaradei chegou ao Cairo nesta quinta-feira e prometeu se unir aos manifestantes na sexta-feira, dia em que as passeatas devem se intensificar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.