Video mostra novo poder de fogo dos rebeldes sírios

Oposição controla grandes áreas no norte e no leste do país com tanques e mísseis antiaéreos.

BBC Brasil, BBC

29 de novembro de 2012 | 12h00

Pelo menos 34 pessoas foram mortas em dois ataques a bomba no sudeste de Damasco, na Síria.

Aparentemente, não haviam alvos militares aparentes, mas a região era tida como leal ao governo de Bashir al-Assad.

Alguns apontam para islamistas radicais, como responsáveis. Já a oposição acusa o regime de forjar estas explosões.

Ataques suicidas, ou com carros bomba, têm se tornado cada vez mais constantes na capital.

As últimas duas semanas foram marcadas por diversas vitórias militares obtidas pelos rebeldes, que agora controlam grandes áreas no norte e no leste do país.

As forças oposicionistas tem conseguido acesso a armamento pesado como tanques e mísseis antiaéreos, o que afeta a supremacia que o governo possuía sobre o espaço aéreo.

Um vídeo, supostamente, mostra um helicóptero do exército sendo abatido por rebeldes. Seria a primeira vez que isto teria acontecido.

Com o combate se tornando cada vez mais violento, muitos têm cruzado a fronteira para fugir das instabilidades.

A ONU calcula que até o fim do ano mais de 700 mil pessoas estarão inscritas em acampamentos de refugiados de países vizinhos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.