Vídeo mostra os últimos dias de um militante suicida

A câmera mostra o militante suicida abraçando calorosamente um grupo de homens mascarados. Há beijos na face e em seguida uma imagem do militante na cabine de um caminhão - seus dedos repousam sobre o que parece ser um detonador. Ele lê uma declaração na qual diz à família e aos amigos: ?Sacrifico-me pela minha religião?. Então, enquanto a câmera filma carros passando sobre uma ponte, a explosão envia uma enorme bola de fogo rumo aos céus.As cenas, supostamente de uma missão suicida, fazem parte de um vídeo dado ao jornalista Michael Ware, da revista Time, por homens que se dizem ligados ao jordaniano Abu Musab Al-Zarqawi, o terrorista mais procurado do Iraque. O vídeo registra o que seriam os últimos dias de vida dos militantes, conforme se preparam para partir em missões suicidas.Sobre as cenas dos militantes rezando e relaxando, há imagens dos homens recitando seus testamentos e explicando o motivo dos ataques: ?Como viver em paz num tempo em que os lugares santos e sagrados foram violados, o país foi usurpado e os infiéis enchem nossa terra e humilham nossa religião...?, diz um dos militantes.

Agencia Estado,

05 de julho de 2004 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.