Vídeo mostra rebeldes sírios executando 11 soldados por 'massacre'

Combatentes que aparecem na filmagem são da Frente Nusra, grupo ligado à Al-Qaeda

O Estado de S. Paulo,

16 de maio de 2013 | 11h39

BEIRUTE - Combatentes da Frente Nusra, grupo sírio ligado à Al-Qaeda, executaram 11 homens acusados de participar de massacres cometidos por forças do presidente Bashar Assad, mostrou um vídeo publicado nesta quinta-feira, 16.

Um homem encapuzado atirou na parte de trás da cabeça de cada um dos soldados, que estavam de joelho, com os olhos vendados e alinhados em uma fileira, na província de Deir al-Zor. "O tribunal islâmico para a região de Deir al-Zor condenou à morte esses soldados apóstatas que cometeram massacres contra os nossos irmãos e famílias na Síria", disse o executor no vídeo.

Vídeos de execuções e torturas tornaram-se cada vez mais comuns na Síria, onde mais de 94 mil pessoas foram mortas em um conflito agora em seu terceiro ano, de acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um grupo opositor de monitoramento da violência. / REUTERS

Vídeo do 'Haaretz' mostra rebelde falando antes de executar os soldados:

Tudo o que sabemos sobre:
SíriarebeldesBashar Assad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.