Vídeo mostra três ocidentais seqüestrados no Iraque

Três dos quatro voluntários ocidentais seqüestrados no Iraque apareceram nesta terça-feira em um novo vídeo transmitido pelo canal de televisão Al-Jazira, pedindo ajuda para sua libertação. A rede de televisão não explica o motivo de o quarto refém não aparecer na gravação. O britânico Kember, de 74 anos; os canadenses James Loney, de 41, e Harmeet Singh Sooden, de 32; e o americano Tom Fox, de 54, todos membros da organização pacifista Christian Peacemaker Teams (CPT), foram seqüestrados em 29 de novembro no Iraque pelo grupo denominado Brigadas das Espadas da Lei. Este grupo radical ameaçou executar os reféns se os Estados Unidos e o governo iraquiano não libertarem todos os presos iraquianos em seu poder. Vários grupos políticos iraquianos fizeram repetidos chamados em favor da libertação dos quatro, incluindo a Comissão de Ulemás Muçulmanos (CUM), a mais importante instituição político-religiosa dos árabes sunitas do Iraque. Repercussão em Londres O Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido está "preocupado" porque o vídeo só mostra três dos quatro voluntários ocidentais - entre eles o britânico Norman Kember. "Divulgar um vídeo deste tipo é muito angustiante para os parentes e nossos pensamentos estão com eles e com as vítimas, que estão presas há mais de cem dias", disse a porta-voz. Segundo a Al-Jazira, os três reféns pediram a seus respectivos governos e aos países árabes do Golfo Pérsico que colaborem para que sejam libertados. No domingo passado, cerca de cem pessoas realizaram uma vigília na praça Trafalgar, no centro de Londres, pedindo a libertação de Kember.

Agencia Estado,

07 Março 2006 | 10h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.