Vídeo na internet mostra ação americana que matou jornalista em Bagdá

Vídeo na internet mostra ação americana que matou jornalista em Bagdá

Um vídeo que está circulando na internet, que mostra soldados americanos disparando contra um grupo de homens desarmados em uma rua de Bagdá, é autêntico confirmou ontem um oficial de alto escalão do Exército dos EUA. O oficial disse que o vídeo postado pela ONG Wikileaks é de 12 de julho de 2007. Entre os mortos no ataque está o fotógrafo da Reuters Namir Noor-Eldeen, de 22 anos, e o motorista dele, Saeed Chmagh, de 40 anos.

, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2010 | 00h00

O vídeo é uma rara e perturbadora mostra da situação em Bagdá quando a violência atingiu seu auge no Iraque e o número de mortos entre os soldados americanos estava cada vez mais elevado.

Nesse incidente em particular, soldados em helicópteros de ataque são chamados para respaldar tropas em terra. De acordo com oficiais americanos, os pilotos chegaram quando um homem levava o que parecia ser um lançador de foguetes, mas que, na verdade, era uma teleobjetiva, segundo investigação militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.