Vieira de Mello já havia sofrido atentado, diz jornal

O representante da ONU no Iraque, Sérgio Vieira de Mello, teria sido vítima de um atentado no dia 5 de agosto, duas semanas antes de ele morrer no ataque contra a sede da organização em Bagdá, segundo um jornal libanês. Em entrevista à BBC Brasil, o editor do jornal Al-Mustaqbal, Fouad Hotait, disse que essa informação foi dada pelo próprio Vieira de Mello a um dos repórteres do jornal durante uma entrevista no Cairo, no dia 8 de agosto."Vieira de Mello pediu, durante a entrevista, que nós não publicássemos essa informação. Respeitamos o pedido. Publicamos a entrevista e omitimos o ataque, até que, com a morte dele, percebemos que isso era um dado importante", disse Hotait.As informações que teriam sido dadas por Vieira de Mello ao repórter do jornal dão conta de que o avião em que ele viajava com seu assessor, o libanês Ghassan Salameh, foi alvo de disparos no momento em que pousava no aeroporto de Bagdá, no dia 5 de agosto.Uma das porta-vozes da ONU em Nova York disse à BBC Brasil que a organização está ciente do teor da notícia do jornal libanês, mas que ela não poderia confirmar as informações neste momento. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.