Vigência da zona desmilitarizada termina amanhã

Termina amanhã a vigência da zona desmilitarizada de 42 mil quilômetros quadrados concedida à guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pelo governo colombiano. O presidente do país, Andrés Pastrana, já antecipou que só renovará a concessão caso as Farc concordem com um cessar-fogo. Pastrana vem reiterando que não pretende continuar o diálogo com as Farc em meio a combates. Mas a guerrilha parece longe de frear sua campanha militar e explodiu hoje uma ponte nas proximidades da área sob seu controle.

Agencia Estado,

18 Janeiro 2002 | 19h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.