AP
AP

Vigia que matou jovem negro é preso nos Estados Unidos

George Zimmerman se entregou voluntariamente, segundo as autoridades da Flórida

AP,

11 de abril de 2012 | 18h16

FLÓRIDA - George Zimmrman, o vigia que matou o adolescente Trayvon Martin foi preso nesta quarta-feira, 11, após ter sido acusado de homicídio de segundo grau pelas autoridades da Flórida. Ele se entregou voluntariamente à detenção. O estudante negro de 17 anos foi morto por um tiro disparado pelo guarda, que fazia a segurança voluntária da sua vizinhança, na noite de 26 de fevereiro.

Veja também: 

linkMorte de adolescente negro em caso suspeito de racismo indigna Obama 

video Vídeo mostra vigia que matou jovem negro nos EUA ileso em delegacia 

lista Entenda o caso do adolescente negro assassinado na Flórida 

Os pais do adolescente mantiveram cautela quanto à acusação. Pelas leis do estado da Flórida, é permitido o uso de forças letais em autodefesa, e por isso Zimmerman não foi preso.

A mãe de Martin, Sybrina Fulton, declarou: "Estou vivendo como numa montanha-russa. Mas não tenho dúvidas de que a justiça será feita". O advogado geral de Justiça americano Eric Holder afirmou que o Departamento de Justiça está conduzindo uma investigação independente e completa do caso, iniciado há 3 semanas.

Os advogados do vigia anunciaram na terça-feira que não o defenderiam mais. Eles disseram que seu cliente tinha desaparecido desde domingo e que não sabiam onde ele estava. Os advogados anteriores já tinham declarado que Zimmerman estava sofrendo de altos níveis de estresse pela pressão da opinião pública. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.