Viktor Yanukovych assume dia 25 presidência da Ucrânia

Viktor Yanukovych assumirá no próximo dia 25 a presidência da Ucrânia, apesar de a primeira-ministra do país, Yulia Tymoshenko, contestar o resultado das eleições presidenciais, disse Anna German, que é vice-presidente do Partido das Regiões, o mesmo de Yanukovych. Ela também informou à agência Associated Press que Yanukovych estuda oferecer o cargo de primeiro-ministro ao banqueiro Sergei Tigipko, um de seus concorrentes nas eleições, ou a diversos outros candidatos. "Não foi feito convite a ninguém, mas ele está numa lista de candidatos para o cargo", disse Anna.

AE, Agencia Estado

15 de fevereiro de 2010 | 12h29

Tigipko ficou em terceiro lugar no primeiro turno das eleições presidenciais, em 17 de janeiro, e disse que aceitaria o posto de primeiro-ministro se lhe fosse oferecido. Yulia, que perdeu a disputa em segundo turno, no dia 7 de fevereiro, tem se recusado a aceitar a derrota. Ela entrou com diversos recursos na justiça para contestar o pleito, alegando fraude.

Hoje a Alemanha pediu a Yulia que renuncie a seu posto de primeira-ministra e pare de "inundar" os tribunais com queixas contra as eleições, que os observadores internacionais consideraram livres e justas. O partido de Yanukovych está em negociações com outros partidos para criar uma nova coalizão no Parlamento que poderia afastar Yulia de seu posto.

Também nesta segunda-feira, o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, convidou Yanukovych a lhe fazer uma visita num futuro próximo. Yanukovych é pró-Rússia e muito mais palatável a Moscou do que o atual presidente, Viktor Yushchenko, que fez esforços em seu mandato para aproximar o país da Europa Ocidental. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.