Vilarejo é um dos mais ricos do interior chinês

Os 730 milhões de camponeses da China estão espalhados em 700 mil vilas rurais, que se parecem com as pequenas cidades brasileiras. Em todas, há representantes do Partido Comunista e um comitê responsável pela administração, o que inclui educação fundamental e aplicação da política de controle de natalidade.Xiaogang é considerada uma vila "rica", se comparada à maioria das vilas de Anhui, uma das províncias mais pobres do leste da China. A renda per capita de seus moradores é de 6 mil yuans (US$ 880) por ano, 2 mil yuans acima da média da população rural de Anhui. As ruas de Xiaogang são equipadas com postes de iluminação movidos a energia solar. Todas as casas são de alvenaria com painéis de energia solar para aquecimento da água.Atualmente, Xiaogang está em processo de fusão com outras duas vilas, o que vai elevar a população total para 3.823 pessoas, de acordo com o diretor do comitê da vila, Shi Xue Liang.A união de vilas está ocorrendo em toda a China e tem o objetivo de reduzir as despesas administrativas, que são pagas pelos camponeses. Além disso, ela facilitará a implementação da reforma da terra, já que as novas vilas terão terrenos maiores que os atuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.