Vilarejo palestino é invadido por Israel

Soldados israelenses, apoiados por tanques, invadiram no começo desta terça-feira o vilarejo palestino de Artas, e prenderam três militantes palestinos, informaram o Exército de Israel e testemunhas árabes. Artas fica ao sul de Belém e é controlada pela Autoridade Palestina, de Yasser Arafat. Os soldados prenderam um líder sênior do grupo Jihad Islâmica e outros dois palestinos acusados de envolvimento com os ataques terroristas em cidades israelenses dos últimos dias. Os palestinos trocaram fogo com os soldados, mas o Exército israelense disse que nenhum de seus homens foi ferido. Do lado palestino, quatro pessoas ficaram feridas, sendo que três delas foram baleadas, disse um funcionário de um hospital. Cinco carros foram esmagados pelos tanques e soldados israelenses jogaram uma granada em uma casa, queimando os móveis e destruindo todas as janelas da casa. Os soldados fizeram buscas em muitas casas e interrogaram os moradores, antes de deixarem a cidade no início da manhã. A invasão em Artas acontece dois dias depois de uma mulher palestina ter cometido um atentado terrorista na rua Jaffa, no centro de Jerusalém, matando um israelense de 81 anos e ferindo mais de 100 pessoas. Na semana passada, um palestino abriu fogo na mesma rua e matou duas mulheres, antes de ser morto por policiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.