Violência atinge a cidade de Daara, no sul da Síria

Confrontos entre rebeldes e forças do regime atingiram a cidade de Daara, sul da Síria, nesta segunda-feira. Pelo menos seis pessoas morreram, incluindo duas crianças e duas mulheres, afirmaram o Observatório Sírio para os Direitos Humanos e o Comitê de Coordenação Local. Foi em Daara que começou a revolta contra o presidente Bashar Assad.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 10h26

Os dois grupos também reportaram combates em quase toda a Síria, principalmente na capital, Damasco, e em Alepo. O ativista El-Said Mohammed, que vive em Damasco, afirmou que sete pessoas morreram após as tropas do governo bombardearem a cidade vizinha de Moadamiyeh com tanques e morteiros.

Jordânia

O governo da Jordânia criticou severamente a Síria por realizar bombardeios na fronteira entre os dois países. O porta-voz Sameeh Maaytah disse que o embaixador sírio foi convocado.

Quatro bombas atingiram o território jordaniano no domingo, causando pânico e ferindo uma menina. Maaytah afirmou que a Jordânia protesta contra o ocorrido e "vai garantir que isso não aconteça de novo". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaviolênciaJordâniabombardeio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.