Violência continua e 50 mil timorenses estão refugiados

A violência continua hoje em Díli, com casas incendiadas e confrontos nas ruas entre grupos rivais, enquanto cerca de 50 mil pessoas precisam urgentemente de alimentos e roupas, segundo as organizações Caritas Austrália e Cruz Vermelha da Austrália."Os atos de violência, com incêndios e intimidações, dificultam o nosso trabalho e aumentam o temor pela situação nas igrejas, onde muita gente se refugiou", disse o diretor da Caritas Austrália, Jack de Groot, segundo a agência australiana "AAP".A Caritas Austrália conta com pessoal de apoio aos timorenses refugiados em igrejas, conventos e outros centros em Díli. Já o diretor da Cruz Vermelha Australiana, Robert Ticker, fez um apelo internacional para poder fornecer ajuda humanitária a cerca de 50 mil timorenses refugiados em acampamentos. O comandante das tropas australianas postadas no Timor, Mick Slater, disse em entrevista coletiva que as centenas de refugiados no aeroporto e na embaixada australiana devem voltar para suas casas e assim facilitar o trabalho dos soldados. Slater explicou que as tropas, que começaram a desarmar todos os timorenses, não estão conseguindo se concentrar na tarefa de restabelecer a segurança.Os membros das forças de segurança "serão os únicos a portar armas", disse o comandante australiano. Os soldados começaram a confiscar machados, facas e pistolas dos membros dos grupos em conflito. A Austrália anunciou hoje o envio de mais 50 agentes da Polícia ao Timor Leste. Eles vão se unir a outros 1.300 militares e policiais.A Malásia, com 500 homens, Nova Zelândia, com 120, e Portugal, com mais 120, também atenderam ao pedido de ajuda das autoridades do Timor Leste esta semana. A onda de violência foi provocada pela dispensa, por suposta insubordinação, de 591 militares. O primeiro-ministro do Timor Leste, Mari Alkatiri, denunciou ontem em entrevista coletiva que a crise é uma tentativa de um golpe de Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.