Violência deixa 21 civis mortos na Síria

Vinte e um civis foram mortos na Síria neste sábado, segundo um grupo de defesa dos direitos humanos. Segundo o grupo, forças de segurança mataram 17 pessoas a tiros e outras quatro foram vítimas de um morteiro que tinha como alvo uma manifestação a favor do governo.

AE, Agência Estado

07 de janeiro de 2012 | 18h56

Na cidade central de Homs foram mortos 11 civis, dos quais quatro estavam na manifestação. Outras dez pessoas foram mortas na província de Idlib, no noroeste do país, informou o Observatório Sírio para Direitos Humanos.

Ontem, um ônibus da polícia foi atingido por uma forte explosão, num movimentado cruzamento da capital síria, Damasco. Pelo menos 26 pessoas morreram no que, segundo as autoridades sírias, foi um ataque suicida.

O regime do presidente Bashar Assad disse que os ataques são uma prova de que o país está sendo alvo de "terroristas". Mas a oposição demanda uma investigação independente, acusando forças leais ao regime sírio de estarem por trás dos ataques. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.