Violência deixa 27 mortos no Iraque em feriado muçulmano

Ataques direcionados em sua maioria a muçulmanos xiitas ocorreram durante o feriado de Eid al-Adha, deixando 27 pessoas mortas no Iraque neste sábado, dia mais sangrendo do mês de outubro. Tiroteios e explosões, que acabaram ferindo 85 pessoas, ocorrem depois de uma semana de violência, a qual interrompeu um período de calma relativa, e apesar das autoridades anunciarem o reforço da segurança. O pior ataque foi registrado em Badgá, capital do Iraque, onde 15 pessoas morreram. No reduto xiita de Sadr City, ao norte de Bagdá, bombas mataram ao menos nove pessoas e 32 ficaram feridas. As informações são da Associated Press.

AE, Agência Estado

27 de outubro de 2012 | 21h17

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolênciamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.