Violência deixa mais 9 mortos no Iêmen

Soldados atiraram contra manifestantes no centro de Sanaa; bomba explodiu no norte da capital

AE, Agência Estado

22 Setembro 2011 | 09h41

SANAA - Pelo menos nove pessoas morreram nesta quinta-feira, 22, quando ocorreram novos episódios de violência na capital do Iêmen, Sanaa. Houve confrontos nas ruas entre forças leais ao regime e grupos de oposição, informaram funcionários do setor de saúde e das forças de segurança.

Veja também:

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

As autoridades disseram que seis pessoas morreram no centro de Sanaa, quando as forças do governo dispararam contra milhares de manifestantes. Francoatiradores também atiraram nos civis. Outras três pessoas morreram atingidas por uma bomba no distrito de Hasbah, no norte da capital. Nessa área vivem vários dos líderes tribais que mudaram de posição em março e passaram a apoiar a oposição ao regime de 33 anos do presidente Ali Abdullah Saleh.

Desde o domingo, morreram 100 pessoas no Iêmen, na pior fase de violência em meses. As mortes dificultam as negociações para encerrar a crise política no país. Um plano de países do Golfo, apoiado pelos Estados Unidos, prevê a renúncia de Saleh em troca de imunidade, com a posse do vice-presidente e a convocação de eleições.   As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Iêmen violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.