Violência deixa mais cinco mortos no Afeganistão

Forças afegãs de segurança promoveram um cerco contra supostos membros da milícia fundamentalista islâmica Taleban no sul do Afeganistão, desencadeando uma troca de tiros que resultou na morte de pelo menos três guerrilheiros e de um policial. Em outro episódio registrado no sul afegão, supostos militantes do Taleban atacaram uma empreiteira contratada pelas forças estrangeiras lideradas pelos Estados Unidos no país e mataram um homem responsável pela segurança do local. A violência ocorre no mesmo dia em que o secretário de Defesa da Grã-Bretanha, John Reid, alertou que as forças estrangeiras no Afeganistão devem se manter na ofensiva para impedir que o Taleban retorne ao poder. Ainda neste domingo, o general Rahmattalluh Roufi, do exército do Afeganistão, disse a jornalistas que soldados americanos e afegãos detiveram 16 supostos membros do Taleban em duas operações realizadas ontem na província de Zabul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.