Violência doméstica preocupa australianos

A violência doméstica está fugindo do controle nos lares australianos, onde uma em cada cinco crianças já presenciou suas mães sendo agredidas fisicamente , de acordo com um levantamento divulgado hoje.O relatório do Instituto de Criminologia da Austrália também descobriu que pelo menos um quarto dessas crianças também viu suas mães ou madrastas sendo ameaçadas com violência pelos seus maridos ou amantes.As agressões vão de ser esmurrada ou espancada com um item doméstico a ser ameaçada com faca ou revólver, aponta o levantamento baseado em cinco mil entrevistas feitas com crianças em todo o país. É o maior relatório já feito naquele país.David Indermaur, que organizou o material, disse que os jovens que viram tal violência são mais propensos a se envolver em relacionamentos violentos quando adultos. Ao descrever as crianças como vítimas esquecidas da violência doméstica, Indermaur pediu que o governo tome providências para ajudar jovens que vivem em situações desse tipo. O estudo mostra que as crianças aborígines são as que mais presenciam violência contra suas mães, num percentual de 42%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.