Violência em bairros de Medellín

As rajadas de metralhadoras e as explosões de granadas se intensificaram hoje em alguns bairros operários de Medellín, em meio a uma verdadeira guerra entre milicianos de esquerda e paramilitares. Os conflitos, que começaram ontem à noite, não cessaram apesar da presença de unidades do Exército e da polícia no bairro Comuna 13 da cidade de Medellín, localizada a 260 quilômetros ao norte de Bogotá.Segundo o diretor de uma unidade médica do bairro de San Javier, Alvaro García Carvajal, entre a noite de ontem e a madrugada de hoje ocorreram vários disparos e explosões no Comuna 13, um bairro operário onde vivem milhões de refugiados internos, que fogem da violência na área rural do país. Devido à guerra urbana, o governo de Medellín estuda a possibilidade de impor nos bairros afetados um toque de recolher que deverá ter duração de 10 horas por dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.