Violência entre xiitas e sunitas já deixou 182.154 iraquianos desabrigados

Um total de 182.154 civis iraquianos tiveram que abandonar suas casas devido a violência sectária dos últimos cinco meses, informou nesta segunda-feira o Ministério de Migração do país.Em um comunicado, o ministério divulgou ainda que essas pessoas pertencem a 30.359 famílias e que somente nos últimos dez dias, cerca de 20 mil iraquianos foram obrigados a deixar suas residências.A nota lembra que a violência protagonizada pelos sunitas e xiitas teve início no dia 22 de fevereiro, quando desconhecidos explodiram a cúpula de um importante santuário xiita da cidade Samarra, ao norte de Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.