Violência étnica deixa mais 19 mortos no país

Confrontos étnicos deixaram ao menos 19 mortos ontem na Província do Vale Rift (oeste do Quênia), ofuscando uma reunião entre o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e o líder da oposição, Raila Odinga, para buscar uma solução para o conflito que já matou entre 700 e 1.000 quenianos. Segundo a polícia, as vítimas morreram queimadas ou linchadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.