Violência étnica foi planejada, diz ONU

QUIRGUISTÃO

, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2010 | 00h00

A ONU encontrou evidências de que a onda de violência contra a minoria de origem usbeque no sul do Quirguistão foi orquestrada e alertou que o número de refugiados deve ultrapassar os 100 mil. Os usbeques acusam gangues de quirguizes de atear fogo em casas e matar moradores nas cidades de Osh e Jalalabad (sul). Segundo autoridades, 170 pessoas foram mortas desde sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.