Violência mata 70 no oeste do Paquistão

Trocas de tiros, bombardeios aéreos e militantes suicidas deixaram ontem 70 mortos na zona tribal do Paquistão, oeste do país, perto da fronteira com o Afeganistão. Um dos atentados foi contra uma base de militantes do grupo Lashkar-i-Taiba, matando 23 radicais. Em Orakzai, a aviação paquistanesa matou 15 militantes islâmicos, segundo Islamabad.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.