Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Violência na Síria deve parar, defende ministro russo

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, defendeu hoje que a violência na Síria precisa parar "independente de onde se origine".

RICARDO GOZZI, Agência Estado

10 de março de 2012 | 10h41

A declaração do chanceler russo foi feita durante um encontro de países árabes no Cairo para discutir o conflito entre forças do governo sírio e facções armadas contrárias a Damasco.

"O mais urgente hoje é que a violência pare, independentemente de onde se origine", declarou Lavrov aos chanceleres árabes.

Já o xeque Hamad bin Jassim Al-Thani, ministro das Relações Exteriores do Qatar, qualificou como "genocídio" as mortes de civis na Síria e insistiu em que um cessar-fogo é "insuficiente". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaSíriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.