Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Violência no Iraque deixa pelo menos 11 mortos

Uma série de ataques no Iraque deixou, nesta quinta-feira, 15, pelo menos 11 mortos, mesmo com as tropas americanas e iraquianas trabalhando no plano de segurança com o objetivo de evitar a violência sectária no país.Quatro soldados americanos morreram e outros quatro ficaram feridos em vários ataques nas últimas 24 horas em diferentes pontos do Iraque, informaram nesta quarta-feira fontes militares dos Estados Unidos.Em outros pontos do país, Uma operação do Exército americano no Iraque prendeu nove suspeitos de terrorismo e resultou na morte de três civis e uma pessoa ficou ferida e um carro bomba deixou outros quatro mortos.Segundo um primeiro comunicado do comando militar americano no Iraque, dois dos soldados pertencem à Força Relâmpago, e morreram em incidentes diferentes na província de Diyala, ao nordeste de Bagdá.Um terceiro soldado de outra divisão morreu na mesma província atingido por disparos de insurgentes.Os três incidentes deixaram nove soldados feridos, mas o comunicado não informa a gravidade dos ferimentos deles.Outro comunicado afirmou que um quarto soldado da Marinha morreu em um ataque n província de Al-Anbar.Com essas baixas, o número de soldados americanos mortos no Iraque já chega a 3.200 desde o início da invasão do país, há quatro anos.Operação do ExércitoUma operação do Exército americano no Iraque prendeu nove suspeitos de terrorismo e resultou na morte de três civis e uma pessoa ficou ferida, segundo informações da polícia local nesta quinta-feira, 15.A polícia explicou que três civis morreram a vida e outro foi ferido numa operação terrestre de tropas americanas em Doluiya, reduto da insurgência sunita na província de Salah ad-Din, 80 quilômetros ao norte de Bagdá.Entre os nove suspeitos detidos se encontra um ex-general de brigada, supostamente ligado à insurgência, segundo as fontes. A Polícia achou três corpos, ainda não identificados, perto do aeroporto militar de Doluiya. Eles podem ser de três pessoas que foram seqüestradas e assassinadas quando viajavam pela região.O carro das vítimas, completamente destruído, estava perto dos corpos, segundo a Polícia iraquiana.Carro-bombaPelo menos quatro pessoas morreram e 24 foram feridas pela explosão de um carro-bomba em Iskandariya, 50 quilômetros ao sul de Bagdá, segundo informaram fontes policiais iraquianas.As vítimas trabalhavam para a estatal Companhia Pública de Indústrias Mecânicas. O atentado teve como alvo um ônibus da empresa, que recebeu totalmente o impacto da explosão, disseram as fontes.Hatim Ali Mohsen, diretor da empresa, havia sido assassinado a tiros na terça-feira, na mesma região. Ainda não há pistas que revelem por que a companhia se transformou num alvo da violência dos grupos insurgentes.Iskandariya se encontra, junto com Latifiya, Yusufiya e Mahmudiya, no "triângulo da morte", ao sul de Bagdá. Na região, de população mista sunita e xiita, é muito freqüente a violência entre as duas comunidades, assim como a atividade dos grupos insurgentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.