Violência no Iraque pode levar à guerra regional, diz Annan

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, alertou nesta sexta-feira, 8, que a grande violência no Iraque elevou as possibilidades de uma guerra regional no Oriente Médio."Os altos níveis de mortes civis e desalojamentos numa base diária estão criando uma sensação crescente de insegurança e profundo pessimismo entre os iraquianos", disse Annan. "As previsões de uma guerra civil geral e até de um conflito regional se tornaram muito mais reais" desde o último relatório do secretário-geral, divulgado há três meses, disse Annan. "Portanto, o desafio não se restringe a conter e neutralizar a atual violência, mas também prevenir seu crescimento."Os comentários do secretário pareceram ir além das demonstrações prévias de preocupação com a situação deteriorada no Iraque. Ele afirmou durante uma entrevista para a BBC, exibida nesta semana, que o Iraque estava dominado por uma guerra civil e que muitas pessoas atualmente se encontravam numa situação pior do que na época de Saddam Hussein.Annan, que deixa o cargo no dia 31 de dezembro, fez os comentários no seu relatório final ao Conselho de Segurança da ONU sobre a missão do órgão mundial no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.