Violência no Iraque registra 36 mortos em dois dias

A violência no Iraque entre quinta e sexta-feira registrou 36 mortos, entre civis iraquianos, soldados americanos e supostos membros da Al-Qaeda em diferentes locais de Bagdá, segundo informações do Exército dos Estados Unidos.Três soldados norte-americanos morreram na quinta-feira em conseqüência de ferimentos ocorridos em combate na província de Anbar, informou o Exército dos Estados Unidos nesta sexta-feira. "Três soldados da Força Ocidental Multinacional morreram na quinta-feira de ferimentos enquanto conduziam operações na província de Al Anbar", informou o Exército em comunicado. As mortes elevam para pelo menos 14 o número de homens das Forças Armadas dos EUA mortos no Iraque nos últimos três dias. A província de Anbar, região sunita, é o lugar mais mortal para as tropas dos EUA no Iraque.Mortes de supostos membros da Al-QaedaAinda na quinta-feira, oito rebeldes supostamente ligados à rede Al-Qaeda morreram em um bombardeio aéreo lançado pelo Exército americano na região de Arab Jabr, 30 quilômetros ao sul de Bagdá, segundo um comunicado militar americano.Vários homens abrigados no esconderijo tinham atacado com armas pesadas as tropas de terra americanas, que pediram apoio aéreo. Os aviões bombardearam o abrigo, causando a morte dos oito supostos terroristas.Arab Jabr fica nua área de maioria sunita no meio do "triângulo da morte", uma perigosa região que separa Bagdá do sul do país, de maioria xiita, e onde os ataques armados são comuns. Iraquinos são mortos no sul e no norteSe não bastasse, vinte e cinco corpos de civis, 14 deles de pessoas de uma mesma família, foram encontrados nas últimas horas em dois locais diferentes do norte e do sul do Iraque, informaram nesta sexta-feira fontes policiais.De acordo com um porta-voz policial, 14 pessoas da mesma família morreram na noite de quinta-feira na província sunita de Salah ad-Din, ao norte de Bagdá, em um ataque de desconhecidos que invadiram sua casa no povoado de Rafiat.Depois de separar as mulheres, reuniram todos os homens e os metralharam antes de fugir. Não se sabe de mais nenhum detalhe sobre o crime e não se pode afirmar que tenha sido motivado por causas sectárias.No outro incidente, na localidade xiita de Mahawil, na província de Babel, cerca de 80 quilômetros ao sul de Bagdá, 11 corpos foram encontrados foram encontrados na manhã de sexta-feira.Em Aziziyah, na província de Wasit, a apenas 50 quilômetros de Mahawil, a polícia conseguiu desativar na manhã de sexta-feira um carro-bomba abandonado próximo ao mercado da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.