Violência no México amplia pedidos de asilo nos EUA

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h04

O dilema sobre imigração ilegal aos EUA deu lugar a outro deslocamento humano ainda mais sério vindo do México - os pedidos de asilo político relacionados com a explosão da violência ao Sul do Rio Grande desde 2008. No ano passado, a Justiça americana recebeu 3.231 solicitações de asilo e, em 2009, outras 3.335. A concessão desse status, entretanto, tem saído a conta-gotas. Nesses dois anos, apenas 334 pedidos - 5% do total - foram aceitos pelos EUA, cada vez mais desafiado em sua estratégia de apoio ao México no combate ao narcotráfico.

El Paso, na fronteira do Texas com o México, assimila a grande maioria do êxodo de mexicanos castigados pela violência e pela negligência das autoridades de segurança. A cidade, interrompida pelas cercas levantadas pelos EUA e pelo Rio Grande, continua com o nome de Ciudad Juarez, no Estado mexicano de Chihuahua. Trata-se de uma das áreas urbanas mais violentas do mundo. Depois de décadas de pausa, a cidade americana voltou a receber uma nova onda de imigrados por razões políticas. Em Chihuahua, 21 ativistas de direitos humanos foram assassinados desde 2008 e outros, aprisionados. / D. C. M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.