Violência no Oriente Médio deixa 8 palestinos mortos

Pelo menos oito palestinos foram mortos e mais de 40 ficaram feridos em ações militares israelenses na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. No norte de Gaza, soldados israelenses dispararam rajadas de metralhadora contra palestinos, matando três pessoas, inclusive um menino de nove anos, dizem funcionários de hospitais. Tanques israelenses bloquearam as principais estradas da região para tentar evitar disparos de foguetes contra assentamentos judaicos. Na periferia do campo de refugiados de Jebaliya, um homem armado morreu e três ficaram feridos quando um helicóptero israelense disparou dois mísseis. Médicos palestinos disseram também que um homem de 25 anos perdeu a vida ao ser atingido por disparos de metralhadora. Soldados israelenses invadiram ainda a cidade de Jericó, na Cisjordânia, trocando tiros com três palestinos. Um suposto militante morreu e dois ficaram feridos, informou o Exército. Outro palestino foi morto perto do bloco de assentamentos judaicos de Gush Katif, na Cisjordânia.No funeral de um palestino morto em Jericó, milhares de pessoas saíram às ruas, inclusive centenas de palestinos armados. Uma multidão enfurecida cercou um jipe do Exército e começou a atirar pedras. O motorista acelerou e atropelou um rapaz de 17 anos. O adolescente morreu, disseram testemunhas. O Exército israelense confirmou o atropelamento, mas alegou não dispor de detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.