Violência sectária deixa pelo menos 60 mortos no Iraque

Pelo menos 60 pessoas morreram nesta terça-feira no Iraque em atentados, tiroteios e emboscadas, a grande maioria em Bagdá, onde a violência sectária não dá sinais de esmorecer. Nos últimos três dias, mais de 100 pessoas foram mortas somente na capital, sem que o novo governo, liderado pelo primeiro-ministro Nuri al-Maliki, consiga pôr em prática um plano para coibir a ação de milícias sunitas e grupos insurgentes. Durante um debate no Parlamento, o deputado Ali al-Adib, integrante do Partido Dawa (o mesmo do primeiro-ministro), advertiu que o país está "caminhando rapidamente para uma guerra civil". Os deputados convocaram os ministros da Defesa e do Interior para discutir a crise na quinta-feira no Parlamento. Os ataque mais graves desta terça ocorreram perto da Zona Verde, a área central de Bagdá superprotegida pelas tropas iraquianas e americanas, já que abriga as embaixadas, os edifícios governamentais e o QG das forças dos EUA. Dois atacantes suicidas, usando cinturões com bombas, se explodiram diante da principal entrada para a Zona Verde, num local repleto de restaurantes populares. Morreram 15 civis e um policial. Os dois atacaram ao mesmo tempo em que uma bomba deixada no local explodiu. Maliki apresentou há duas semanas um plano de anistia para os grupos armados que combatem o governo e as forças de ocupação americanas e está negociando a proposta com várias organizações dispostas a depor as armas. No entanto, o mais preocupante agora, segundo o jornal The New York Times, é que a grande maioria dos ataques são de natureza sectária, ou seja, são obra de esquadrões da morte e milícias sunitas e xiitas. Maliki distribuiu policiais e tropas em pontos estratégicos de Bagdá e criou vários postos de controle em ruas estratégicas, mas a violência continua aumentando.

Agencia Estado,

11 de julho de 2006 | 17h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.