Violência separatista deixa 19 mortos na Indonésia

A violência separatista e religiosa que afeta duas províncias indonésias deixou pelo menos 19 mortos, informaram hoje as autoridades locais. Em Aceh, onde rebeldes lutam pela independência, 15 pessoas foram assassinadas ontem. Nas ilhas Molucas - onde o confronto entre muçulmanos e cristãos já causou 5.000 mortos nos últimos dois anos -, mais quatro pessoas morreram. Só este ano, a violência separatista já deixou 610 mortos na província de Aceh. Os rebeldes lutam desde 1975 pela independência da região, rica em gás e petróleo, situada a cerca de 1.750 quilômetros de Jacarta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.