Violentos protestos na Índia deixam dois mortos

Milhares de dalits, os "intocáveis" da Índia, fizeram violentos protestos no estado de Maharashtra, cuja capital é Mumbai, nas últimas horas, quando pelo menos duas pessoas morreram, informou a televisão local NDTV. O que provocou as manifestações foi um ato de vandalismo cometido esta noite contra uma estátua de Bhimrao Ramji Ambedkar (1891-1956), um dos primeiros defensores dos direitos dos dalits, considerados párias dentro da sociedade, em Kampur, no estado de Uttar Pradesh, norte do país. Os protestos imediatos na região se estenderam rapidamente ao estado de Maharashtra, onde os ânimos entre a comunidade dalit já estavam acirrados pelo massacre, há algumas semanas, de uma família desta casta, a mais baixa no sistema hindu. Na região de Nashik, a 185 quilômetros de Mumbai, um dalit morreu após receber várias pedradas durante uma manifestação, enquanto outra pessoa foi morta nesta sexta-feira ao ser baleada por policiais no distrito de Osmanaba, também em Maharashtra, segundo a NDTV. Também houve atos violentos nos arredores da cidade de Pune, enquanto as autoridades de algumas áreas, como a própria Nashik, Nanden e Pimpri, próxima de Pune, impuseram toque de recolher até que a situação seja resolvida. A maioria dos protestos é liderada por membros do Partido Republicano da Índia, plataforma de representação política dos dalits em Maharashtra. "A situação era tensa na noite de ontem, mas depois se normalizou. No entanto, a violência ressurgiu esta manhã e se estendeu a Worli e a algumas partes de Navi Mumbai (bairro de Mumbai), onde a multidão causou danos a ônibus e outros veículos", disse um policial à agência indiana Ians. O agente acrescentou que foram enviadas reforços às regiões mais afetadas e afirmou que, atualmente, a situação "é tensa, mas está sob controle".

Agencia Estado,

30 Novembro 2006 | 16h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.