Virgínia Ocidental favorece Hillary

No Estado, senadora terá o voto do eleitorado branco e conservador

Patrícia Campos Mello, O Estadao de S.Paulo

12 de maio de 2008 | 00h00

Apesar de sua candidatura já ter recebido extrema-unção dos principais comentaristas políticos, a senadora Hillary Clinton foi recebida como estrela de cinema em Grafton, cidadezinha de 5,8 mil habitantes no Estado de Virgínia Ocidental. "Não desista, Hillary", gritavam várias mulheres. "Feliz dia das mães, Hillary." Grafton e Virgínia Ocidental têm o eleitorado cativo da senadora - predominantemente branco, da classe operária, conservador.O Estado, com 28 delegados em jogo na primária que realiza amanhã, tem o menor índice de habitantes com superior completo, 86% de brancos e a segunda menor renda familiar do país. Cerca de 70% das famílais têm arma em casa. Com todo esse cenário favorável, pesquisas estimam que Hillary vença com 40% dos votos.Grafton ficará cheio de órfãos da senadora se ela não levar mesmo a indicação. E muitos dizem que não votarão em Obama se ele for nomeado. Pesquisas mostram que Hillary derrotaria o republicano John McCain no Estado, enquanto Obama perderia de quase 20 pontos porcentuais. "Se Hillary não for indicada, teremos de novo um republicano na Casa Branca", disse o aposentado Joe Heinzman. A pastora aposentada Alice Williams afirmou que votará em McCain se Hillary não disputar a presidência. "Obama não tem preparo para ser presidente", disse. A artista Gretchen Baer, que roda o país inteiro em seu Hillarymóvel (carro inteirinho pintado com desenhos da senadora), vestindo seu Hillarytailleur (terninho todo estampado com o rosto da senadora), afirma que há um movimento para votar nela em novembro, mesmo que não seja indicada. "Muitos escreverão seu nome na cédula", disse."Bobagem, os democratas se unirão em torno de Obama", afirmou Mike Withers, que apóia o senador. "Existe racismo de algumas pessoas, mas é a minoria."Segundo o New York Times, Obama superou Hillary em número de superdelegados - 271 a 264. O senador está com 1.593 delegados eleitos e Hillary, com 1.425. Para alcançar Obama, Hillary teria de vencer todas as próximas seis primárias com 80% dos votos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.