Vírus da gripe aviária é detectado em fazenda no Canadá

Autoridades canadenses descobriram uma variedade do vírus causador da gripe aviária, em uma fazenda de criação de perus, em Fraser Valley, a leste de Vancouver. Os funcionários disseram, neste sábado, que 60 mil aves terão de ser sacrificadas. Segundo a Agência de Inspeção de Alimentos do Canadá, testes indicam que a linhagem detectada apresenta grau de "patologia relativamente baixa". Isso significa que a gravidade da doença nas aves é baixa. Mesmo assim, funcionários da agência disseram que todas as aves da fazenda serão sacrificadas. Os funcionários também restringiram a circulação de aves e produtos avícolas em um raio de três quilômetros da fazenda. Eles ressaltaram que o vírus da gripe aviária não representa perigo para a segurança alimentar quando os produtos são devidamente tratados e cozidos. Os inspetores afirmam ainda que a gripe aviária raramente afeta os humanos, a não ser que tenham tido um estreito contato com aves infectadas. Em 2004, milhões de aves morreram ou foram sacrificadas com o surgimento de uma linhagem do vírus em Fraser Valley. Existem vários subtipos do vírus H5, e sua presença não implica a existência de um surto do vírus H5N1, que matou aproximadamente 250 pessoas em partes da Europa, Ásia e África, afirmam as autoridades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.