Vírus poderoso ataca computadores iranianos

O governo iraniano confirmou ontem que os computadores de funcionários de alto escalão foram atacados por um poderoso vírus, chamado Flame, no que parece ser o mais destrutivo ciberataque no Irã desde o vírus Stuxnet, de 2010. A suspeita imediatamente recaiu sobre Israel, famoso por sua inovação tecnológica e sua incansável campanha contra o programa nuclear iraniano. O complexo vírus Flame espia o que o usuário faz em seu computador e obtém informações de celulares que estejam próximos.

O Estado de S.Paulo

30 Maio 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.