Visita ao Brasil buscará ''aliança pelo progresso''

NOVA YORK

Gustavo Chacra, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2011 | 00h00

O presidente Barack Obama anunciaria em seu discurso do Estado da União ontem que visitará em março o Brasil, além de Chile e El Salvador, com o objetivo de "forjar novas alianças pelo progresso". Será a primeira vez que Obama visita o Brasil e a América do Sul.

A expressão "aliança pelo progresso" é mesma que o presidente John F. Kennedy usou em 1961 para batizar seu ambicioso plano de cooperação econômica com a América do Sul. A iniciativa de Kennedy, que deveria durar dez anos, teve parcos resultados e frustrou governos latino-americanos.

Em seu discurso, Obama procuraria não se aprofundar nos principais temas internacionais, incluindo as duas guerras nas quais os americanos estão envolvidos. Frisaria que no Iraque as tropas começam a voltar. "E, graças ao heroísmo de nossas tropas e civis, menos afegãos estão sob o controle dos insurgentes", diria ao comentar o conflito no Afeganistão. Também acrescentaria que a Al-Qaeda está sendo derrotada no Paquistão.

O presidente deu apoio à deposição de Zine al-AbidineBen Ali, o ex-ditador da Tunísia. "A vontade das pessoas mostrou-se poderosa para derrubar um ditador. E hoje à noite deixe-me ser claro - os EUA se colocam ao lado da população da Tunísia e apoia as aspirações democráticas de todos os povos", diria Obama.

O presidente não citaria os eventos de ontem no Egito, quando milhares de manifestantes saíram às ruas para protestar contra o regime do presidente Hosni Mubarak.

Segundo Obama, "por causa de esforços diplomáticos para insistir que o Irã cumpra as suas obrigações, o governo iraniano agora enfrenta sanções mais duras". O líder americano ainda enfatizaria seu compromisso com a Coreia do Sul diante da ameaça nuclear norte-coreana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.