Visita de líder indiano aos EUA fortalece relação

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, provocou uma onda de entusiasmo e apoio nesta segunda-feira na Casa Branca, onde faz uma visita de dois dias ao presidente americano, Barack Obama. Os dois líderes procuraram fortalecer a relação entre os países, apesar das discordâncias nos últimos anos.

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2014 | 21h02

"Não importa se são questões de segurança e contenção do terrorismo ou fortalecimento da economia ou outros problemas regionais, há um cenário onde Índia e EUA trabalham juntos para avançar nos interesses compartilhados", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

Durante o encontro, Obama e Modi vão focar no crescimento econômico e na cooperação na segurança, energia limpa, mudanças climáticas e outras questões, informou a Casa Branca. Eles também vão tratar de preocupações regionais, incluindo o Afeganistão, Síria e Iraque, onde os EUA lideram uma campanha militar contra militantes do grupo extremista Estado Islâmico.

As relações entre EUA e Índia se estremeceram quando Modi teve um visto para visitar os EUA negado há cerca de dez anos. A rejeição aconteceu três anos depois de extremistas religiosos terem matado mais de 1.000 muçulmanos no estado indiano de Gujarat, onde Modi era o principal governante.

O ponto principal desta viagem é a chance dos dois presidentes reconstruírem a relação entre as duas nações. Obama foi o primeiro líder do Ocidente a telefonar para Modi para parabenizá-lo depois que seu partido nacionalista Bharatiya Janata chegou ao poder na eleição em maio. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.