Visita do dalai-lama enfurece Pequim

A agência de notícias estatal Nova China disse ontem que Pequim se opõe "resolutamente" à decisão do governo taiwanês de permitir a visita do dalai-lama a Taiwan. Um porta-voz do governo chinês afirmou que a visita é "uma tentativa de sabotar as relações entre os dois governos". Taiwan concedeu permissão para que o dalai-lama fosse à ilha para consolar as vítimas do tufão Morakot, que matou mais de 600 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.