Visto para brasileiros já é tema político, diz Amorim

O chanceler Celso Amorim declarou ontem que o tratamento dispensado aos brasileiros por autoridades da União Européia (UE) deixou de ser um assunto consular para o governo Luiz Inácio Lula da Silva e tornou-se um tema político. Depois de uma audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, ele afirmou que o Brasil adotará o princípio da reciprocidade caso a Grã Bretanha exija visto para brasileiros.Segundo Amorim, o Brasil não aceitará atitudes preconceituosas. "Os países têm o direito de dar entrada a quem quiserem, desde que isso não seja feito de forma discriminatória", disse. "Existe discriminação na Europa contra brasileiros, africanos e outros latino-americanos." Amorim disse que a posição brasileira foi manifestada durante a última reunião entre Brasil e UE, na Eslovênia, há duas semanas. Desde julho de 2007, o Brasil é parceiro estratégico da UE. "Espero que nossa posição seja levada em conta. É muito difícil levar adiante uma relação estratégica dessa maneira", afirmou o chanceler brasileiro. "Se a UE quiser controlar a imigração, tenho uma receita simples: eliminem os subsídios agrícolas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.