Anupam Nath/AP
Anupam Nath/AP

Vítima de estupro na Índia foi deixada na rua por uma hora, diz testemunha

Estudante de 23 anos morreu no hospital duas semanas após ter sido atacada num ônibus privado em Nova Délhi

Reuters

04 de janeiro de 2013 | 17h17

NOVA DÉLHI - A polícia e pedestres deixaram a estudante indiana vítima de estupro coletivo deitada na rua sem roupas por quase uma hora, disse nesta sexta-feira, 4, um amigo que foi atacado com ela, em sua primeira declaração pública sobre o caso que provocou protesto internacional.

A estudante de 23 anos morreu no hospital duas semanas após ter sido atacada, em 16 de dezembro, num ônibus privado em Nova Délhi, cidade chamada de "capital do estupro" da Índia.

"Ficamos gritando para a polícia, 'por favor nos dêem algumas roupas', mas eles demoraram para decidir em qual delegacia nosso caso deveria ser registrado", disse o sobrevivente à rede Zee News.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaestupro coletivoNova Délhi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.