Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Vítimas de terremoto cobram moradia de Berlusconi

Mais de 4 mil pessoas que sobreviveram ao terremoto que atingiu a cidade de Áquila, na região italiana de Abruzzo, ainda moram em barracas e aguardam novas moradias enquanto enfrentam baixas temperaturas. Eles esperam se mudar, em breve, para as casas prometidas pelo governo do primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

AE-AP, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 18h06

A neve cobria os Montes Apeninos hoje, enquanto os sem-teto tentavam se manter aquecidos no interior das barracas. Com as temperaturas caindo para até -5ºC nas últimas noites, as autoridades têm oferecido acomodação em hotéis, mas as pessoas afirmam que precisam ficar perto de seus empregos e escolas e não podem permanecer em hotéis distantes.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaterremotomoradiaBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.