Vítimas de terremoto na Indonésia já passam de 3 mil

Um poderoso terremoto atingiu casas e hotéis no centro da Indonésia no começo deste sábado, enquanto as pessoas dormiam, matando mais de 3 mil pessoas e ferindo mais milhares no pior desastre da nação desde o tsunami, em 2004. O terremoto de magnitude 6.2 começou às 5h54 (horário local) perto da cidade antiga de Yogyakarta, 400 quilômetros ao leste da capital, Jacarta. Ele estava centrado a cerca de dez quilômetros abaixo da superfície, segundo o Estudo Geológico dos Estados Unidos. O forte terremoto derrubou casas, hotéis, um hospital e prédios do governo, levando milhares de pessoas histéricas às ruas. Muitas estradas e pontes foram destruídas, bloqueando os esforços para levar táxis e caminhonetes com feridos aos hospitais lotados. O presidente Susilo Bambang Yudhoyono ordenou que o exército ajudasse a evacuar a região e chegou à província de Java Central na tarde deste sábado com uma equipe de ministros para supervisionarem as operações de resgate. Dezesseis horas depois do terremoto, o número de mortos era de 3.068, segundo o oficial do Ministério das Relações Sociais Sopar Jaya, que também afirmou que dois terços das fatalidades ocorreram na devastada Bantul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.